Crédito automóvel mais barato do que o da casa

As fabricantes de automóveis estão a esmagar as taxas praticadas no financiamento para a compra de carro novo. Recorrendo às suas financeiras, que beneficiam de menores custos de crédito suportados pelas "casas-mãe", marcas como a Renault, a Audi e a Volkswagen oferecem juros que se aproximam de zero. E que ficam muito abaixo das taxas exigidas pelos maiores bancos portugueses nos empréstimos à habitação.

De acordo com a edição de hoje do "Jornal de Negócios", as marcas de automóveis estão a adotar estratégias cada vez mais "agressivas" para conseguirem aumentar as vendas. Uma das "armas" de eleição está a ser o financiamento. Numa altura em que a banca tradicional tem a "torneira" do crédito fechada, recorrem ao dinheiro barato das financeiras por si criadas para oferecerem juros muito mais baixos. Nalguns casos, as taxas ficam bem próximas de 0%.

As fabricantes lançaram, nas últimas semanas, várias campanhas no sentido de tentarem atrair os portugueses para a compra de veículos novos, após um ano "negro" para o sector. Promovem não só o automóvel, mas também o custo do financiamento associado a esse veículo. E, nesse campo, a taxa de juro ganha grande destaque. A oferta mais recente foi apresentada pela Renault que, na gama Mégane, dá uma taxa de 0% num financiamento a cinco anos.

Exclusivos

Premium

Espanha

Bolas de aço, berlindes, fisgas e ácido. Jovens lançaram o caos na Catalunha

Eram jovens, alguns quase adultos, outros mais adolescentes, deixaram a Catalunha em estado de sítio. Segundo a polícia, atuaram organizadamente e estavam bem treinados. José Manuel Anes, especialista português em segurança e criminalidade, acredita que pertenciam aos grupos anarquistas que têm como causa "a destruição e o caos" e não a luta independentista.