Coimbra vai fundir as duas maternidades

A solução foi arquitetada pela administração do novo Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra e indica que as duas maternidades serão fundidas num único edifício.

De acordo com a edição de hoje do jornal "i", a proposta foi apresentada na sexta-feira ao ministro da Saúde e, como nem a maternidade Doutor Daniel de Matos, nem a maternidade Bissaya Barreto teriam capacidade para concentrar os cinco mil partos necessários em Coimbra, é sugerido passar toda a capacidade de obstetrícia e neonatologia do centro hospitalar para o bloco central dos antigos Hospitais da Universidade de Coimbra.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG