Coimas por portagens não pagas podem superar 80 ME

Os dados são ate 2009 e reflectem o valor máximo a cobrar em coimas. O regulador rodoviário estima cobrar apenas 10% deste montante.

O valor máximo das coimas aplicadas pela não cobrança de portutagens nas autoestradas pode ultrapassar os 80 milhões de euros. Porém, a previsãop de cobrança destes valores era apenas de 10%.

Segundo a edição de hoje do jornal "i", as estimativas são da responsabilidade do Instituto Nacional de Infra-estruturas Rodoviárias e reportam a processos de contra-ordenação registados até 2009. A maioria das infracções verifica-se no sistema de cobrança electrónica Via Verde. De acordo com o relatório de actividades, o valor máximo de coimas a aplicar totalizava os 81 milhões de euros. A este montante somam-se 2,4 milhões de euros de custas e juros. O não pagamento de portagens resulta na aplicação de coimas de vários valores, de 25 euros até cinco vezes esse valor.

Exclusivos

Premium

Espanha

Bolas de aço, berlindes, fisgas e ácido. Jovens lançaram o caos na Catalunha

Eram jovens, alguns quase adultos, outros mais adolescentes, deixaram a Catalunha em estado de sítio. Segundo a polícia, atuaram organizadamente e estavam bem treinados. José Manuel Anes, especialista português em segurança e criminalidade, acredita que pertenciam aos grupos anarquistas que têm como causa "a destruição e o caos" e não a luta independentista.