Cavaco Silva critica recomendação da troika

O chefe de Estado discorda da desvalorização salarial sugerida pela troika como fórmula para o aumento da competitividade.

O "Público" escreve que o Presidente da República manifestou-se ontem incrédulo com a sugestão da troika de reduções salariais no sector privado, defendendo que a competitividade deve basear-se em factores como a capacidade de inovação ou qualificação de recursos humanos. "Não me parece um caminho correcto de forma nenhuma". Até me custa a crer que seja uma recomendação firme, feita às autoridades portuguesas", disse.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG