BPN deu 2,5 milhões a Scolari

O contrato milionário entre o então banco de Oliveira de Costa e o na altura selecionador nacional de futebol durou entre 2002 e 2006, escreve o Correio da Manhã.

De acordo com o CM, o BPN pagou a Luiz Felipe Scolari, pela utilização dos seus direitos de imagem, mais de 2,5 milhões de euros entre 2002 e 2006.

Esta verba diz respeito a dois contratos assinados entre o banco e o então selecionador: no primeiro, de 2002 a 2004, a remuneração mensal de Scolari chegou aos 105 mil euros - paga em partes iguais pela FPP, a Nike e o BPN.

No segundo contrato, adianta ainda o CM, Scolari recebeu 24 prestações mensais de cerca de 73 mil euros.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG