Bloco põe em causa idoneidade de Ricardo Salgado

Deputada Ana Drago defende uma investigação do Banco de Portugal aos administradores do BES. Em causa estão rectificações ao IRS superiores a 26 milhões de euros.

O "jornal i" escreve hoje que "Carlos Costa foi ontem, prela primeira vez, confrontado publicamente quanto à idoniedade de Ricardo Salgado, presidente-executivo do BES, e de Amílcar Pires, administrador-executivo do BES e não executivo do BES Investimento. O tema surgiu pela voz da deputada Ana Drago, do Bloco de Esquerda, na comissão de Orlamento e Finanças, que, questionou as três rectificações realizadas por Ricardo salgado à sua declaraçãod de IRS, relativa ao ano de 2011, no montante de 8,5 milhões de euros".

Segundo o jornal, "a deputada afirmou que o presidente do BES utilizou ainda os regimes extraordinários de regularização tributária de 2005, de 2010 e 2011 para regularizar um total de 26 milhões de euros que tinha fora do país e não declarara ao fisco, insistindo que em momento algum, qualquer membro oficial do BES ou do BESI desmentiu estes valores. Segundo Ana Drago, no entnendimento do Bloco de Esquerda, a idoniedade de Ricardo Salgado e Amílcar Morais está claramente posta em causa devido à sua atitude perante o fisco português".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG