Bispo apela à tolerância com o Padre do Fundão

Durante a Eucaristia de Natal na Igreja da Memória, em Lisboa, o bispo das Forças Armadas, D. Januário Torgal Ferreira, garantiu que não condena o padre Luís Miguel Mendes, em prisão domiciliária por suspeita de abusos sexuais a menores.

O bispo apelou à tolerância dos fiéis afirmando: "Não posso julgar esse meu irmão sacerdote do Norte do País, nem eu, nem ninguém, enquanto o tribunal não o disser. Se se provar que é verdade prova-se que somos seres feitos de barro e, por isso mesmo, como diz o nosso povo 'não cuspas para o ar', porque pode cair na tua cabeça", cita o Correio da Manhã.

D. Januário Torgal Ferreira acrescentou ainda que o Natal "é a época do convite à humildade, à tolerância, ao respeito", pedindo aos católicos para rezarem pelo padre do Fundão.

Num outro ponto da sua intervenção, referindo-se à crise, acrescentou: "Quase precisaríamos de uma Nossa Senhora como primeiro-ministro de Portugal porque ela saberia o que falta sobre a mesa dos portugueses", cita o CM.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG