BCP paga menos nas novas rescisões com trabalhadores

Valor da indemnização (1,6 salários) que banco aceita pagar para fechar acordo sobre cortes salariais está aquém dos 1,7 pagos há um ano. Mas 60% acima da lei.

O "Jornal de Negócios" escreve hoje que "o Banco Comercial Portguês admite pagar uma indemnização correspondente a 1,6 salários por cada ano de trabalho aos colaboradores que aceitem uma rescisão por mútuo acordo, que permita à instituição alcançar as metas de redução de trabalhadores e custos com pessoal acordados com Bruxelas. Estas condições foram já objecto de um entendimento informal com os sindicatos no âmbito das negociações em curso sobre cortes salariais temporários propostos pelo banco".

Segundo o jornal, "o valor da indemnização que está em cima da mesa fica aquém dos 1,7 salários oferecidos pelo BCP no programa de rescisões concretizado há cerca de uma ano. mas fica 60% acima do valor máximo previsto na lei em caso de despedimento coletivo".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG