Banco atende cliente na rua por estar 'mal vestido'

Pensando que se tratava de um romeno, o gerente do Santander Totta só atendeu Paulo Ribeiro, dono de uma sucata, no exterior da dependência. Tudo porque considerou que estava 'mal vestido'.

Paulo Ribeiro foi obrigado a receber 169 euros em plena rua, depois de se terem recusado a atende-lo no balcão de Celeirós, em Braga. Já foi apresentada queixa na GNR e o banco condenou este episódio, abrindo um inquérito, noticia o Jornal de Notícias.

"Vinha do trabalho e passaram-me um cheque de 169 euros. Como o banco fica no caminho decidi ir lá levantá-lo, mas fui posto na rua por estar mal vestido", declarou o empresário, de 36 anos ao Jornal de Notícias.

Indignado com a situação, Paulo Ribeiro acrescenta que o gerente pensava que ele era romeno e, por isso, não atendeu, considerando essa atitude racista. "Disse que só o dava depois de eu tomar banho e vestir outra roupa", declara ainda. A GNR foi ao local e o Santander Totta repudiou a atitude do gerente.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG