Banca usa divórcios para fazer subir os juros

Risco no empréstimo à habitação sobe com separação e bancos chegam a cobrar cinco vezes mais.

O "Correio da Manhã" escreve que a banca está a aproveitar os casos de divórcio para renegociar o contrato do crédito à habitação com os portugueses que se separam, subindo deste modo o spread cobrado. Há casos em que este valor quintuplica para o divorciado, que vai ter de pagar, mensalmente, masi 235 euros ao banco pela casa.

A Deco tem recebido queixas de clientes que viram o spread disparar por se terem divorciado e já enviou cartas ao Banco de Portugal a alertar para esta nova realidade social.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG