Baixa de Lisboa insiste em pedir videovigilância

O "Jornal de Notícias" escreve hoje que os comerciantes, autarcas e a Associação de Dinamização da Baixa Pombalina vão insistir na exigência de videovigilância para a zona, apesar de a Comissão Nacional de Protecção de Dados (CNPD) já ter chumbado dois projectos.

O "Jornal de Notícias" diz que estas entidades vão pedir a elaboração de um novo projecto de videovigilância à Câmara Municipal de Lisboa. O projecto será submetido à CNPD, que já chumbou duas propostas, apesar dos protestos contra a insegurança na zona da Baixa Pombalina.

O jornal cita um lojista que defende que a questão da privacidade não é argumento, já que "as pessoas escancaram a vida toda no Facebook e depois têm pudor em passear em sítios com câmaras".

Exclusivos