Autoestradas a caminho do deserto

Crise provoca acentuada quebra de tráfego com as autoestradas a perderem 245 mil carros por dia. Ex-scut esvaziam com desaparecimento de cerca de 50% dos veículos.

O "Jornal de Notícias" escreve na sua edição de hoje que já deixaram de circular 245 mil automóveis nas autoestradas nacionais. Foi este o número de carros a menos contabilizado diariamente durante o mês de setembro, em comparação como período idêntico de 2011, de acordo com o Instituto de Infraestruturas Rodoviárias. O decréscimo é generalizado: uma quebra, em setembro, de 15,7%. Observando agosto, menos 14,4%. Os portugueses estão a evitar as autoestradas e, mais do que isso, optam por manter os carros estacionados".

segundo o jornal, "a fuga de condutores penalizou sobretudo as ex-scut, provando a relação crise e corte no tráfego: desde 8 de dezembro de 2011, as estradas sem custos para o utilizador começaram a pagar-se.

Exclusivos

Premium

Espanha

Bolas de aço, berlindes, fisgas e ácido. Jovens lançaram o caos na Catalunha

Eram jovens, alguns quase adultos, outros mais adolescentes, deixaram a Catalunha em estado de sítio. Segundo a polícia, atuaram organizadamente e estavam bem treinados. José Manuel Anes, especialista português em segurança e criminalidade, acredita que pertenciam aos grupos anarquistas que têm como causa "a destruição e o caos" e não a luta independentista.