Aumentam as dívidas incobráveis nos condomínios

Crise faz disparar suspensão de pagamentos, com consequências graves na qualidade do parque habitacional. Associação pede mudança na lei.

O "Público" escreve hoje que "os administradores dos condomínios estão a deparar-se com um aumento elevado de dívidas incobráveis, um fenómeno que se começou a avolumar nos últimos dois anos e que, a prazo, vai ter consequências graves ao nível da qualidade do parque habitacional nacional. "Dívidas ou atrasos no pagamento do condomínio sempre existiram, o que está a aumentar de forma exponencial são os incobráveis", explicou Vitor Amaral, presidente da direção da APEGAG - Associação Portuguesa de Empresas de Gestão e Administração de Condomínio, que agrega mais de 200 empresas especializadas neste tipo de serviços".

Segundo o jornal, o presidente da APEMIP - Associação dos Profissionais de Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal, Luís Lima, admite que, se os incobráveis continuarem a aumentar, a degradação do parque imobiliário pode "ser explosiva".

As associações pedem uma alteração na legislação para resolver o problema, nomeadamente ao nível da cobrança judicial das dívidas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG