Algumas zonas de Hamburgo em Estado de sítio

A segunda maior cidade alemã tem zonas em Estado de sítio na sequência de confrontos com a polícia que se sucedem há semanas.

O "Jornal i" escreve hoje que " a reputação de Hamburgo como uma cidade onde se respira paz e se cruzam pacificamente polícias, anarquistas e prostitutas, foi subitamente abalada depois de uma sucessão de violentos confrontos que levaram as autoridades a uma medida sem precedentes, declarando a larga àrea de Reeperbahn uma "zona de perigo".

Segundo o jornal, "conhecida como a "Milha do Pecado", devido à concentração de clubes de strip, sex shops e bordéis nas suas ruas, esta parte da cidade, onde residem cerca de 80 mil pessoas, é mantida sob uma condição descrita por muitos como "Estado de sítio" desde o dia 4 de Janeiro, sendo que, na passada sexta-feira, a área de perigo foi reduzida a três "ilhas" - na envolvência de três esquadras policiais - , mas não sem que antes 190 pessoas fossem banidas da zona, 65 detidas e cinco presas. A cidade-Estado impõs a zona de perigo em reação a um ataque feito por um grupo de entre 30 a 40 pessoas encapuçadas, no dia 29 de Dezembro, à famosa esquadra de Davidwache".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG