96% dos portugueses vão ficar em casa no réveillon

As medidas de austeridade e o consequente aumento da carga fiscal, o desemprego, a perda de subsídio de Natal e a insegurança quanto à situação laboral do ano que se avizinha são os principais motivos que levam os portugueses a não dormir fora de casa na passagem de ano que se aproxima.

Segundo a edição de hoje do "Jornal de Notícias", que cita um inquérito realizado pelo Instituto do Planeamento e Desenvolvimento do Turismo, 96,2% dos inquiridos não vão viajar para comemorar a chegada do novo ano - mais 4,5% que no réveillon do passado ano.

Mesmo aqueles 3,8% que admitem celebrar fora de casa a entrada em 2013 estão preocupados com as finanças, uma vez que quase todos vão gastar o mesmo (47,1%) ou menos do que no ano passado (35,3%). É para esta minoria que os hotéis fazem as suas ofertas.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG