318 reformas milionárias no Estado

Ao longo de 2011 já foram solicitados 318 pedidos de reformas superiores a quatro mil euros mensais. No final do ano passado, totalizavam os 4839.

O Estado está obrigado ao pagamento de mais 318 pensões milionárias a funcionários públicos desde o início do ano. Só para Setembro, contabilizava-se um total de 1500 novos pedidos de reforma, 35 dos quais acima dos quatro mil de euros mensais, de acordo com dados publicados pela Caixa Geral de Aposentações.

Entre os beneficiários das pensões douradas que passam a ser atribuídas a partir do próximo mês estão os antigos comandastes gerais da GNR, o tenente-general Luís Nelson Santos e o tenente-general Mourato Nunes que lavam para casa reformas de 5099 euros e 4927 euros, respectivamente.

Ao longo do ano, porém, a corrida às pensões tem sido recorrente. Segundo o "Correio da Manhã", logo em Janeiro, contaram-se 63 atribuições de pensões que ultrapassam os quatro mil euros, tendo sido o mês do ano em que se verificaram mais pedidos de reformas milionárias. As pensões com valores mais elevados têm estado, regra geral, destinadas aos funcionários públicos dos sectores da Justiça, do Ensino Superior (professores catedráticos), e da Saúde, como é o caso dos médicos e gestores hospitalares. As reformas mais elevadas situam-se nos 6129 euros por mês.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG