1,6 milhões de utentes têm de dizer se querem médico

Envio de cartas para quem não recorre aos serviços de saúde há três anos será concluída até março.

O "Jornal de Notícias" escreve hoje que "há maisd e 1,6 milhões de utentes que, nos últimos três anos, não tiveram qualquer contacto com os centros de saúde onde estão inscritos e que podem estar a ocupar vagas que podiam ser utilizadas por outros utentes sem médico de família. Até à primeira semana de março vão ser enviadas cartas a todos eles, dando-lhes um prazo de três meses para que digam, por telefone ou presencialmente no centro de saúde, se querem manter a inscrição ativa e continuar a ter médico de família".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG