Moura Guedes: "Quero fazer uma coisa que me divirta"

Manuela Moura Guedes quer voltar a trabalhar, mas não sabe onde e quando será. "Quero fazer uma coisa que me divirta e de que goste, mas não sei para já o quê, não tenho nada na cabeça. Não procurei nada, as coisas vêm ter comigo e se houver alguma coisa...", afirmou à imprensa, na sexta-feira à noite, à saída do programa da RTP em que foi entrevistada, o Lado B, com Bruno Nogueira.

Nesta primeira aparição, cerca de três semanas depois de ter rescindido contrato com a TVI e de ter recebido uma indemnização de mais de 300 mil euros, a pivô voltou a criticar o canal de Queluz de Baixo. "A informação na TVI é inexistente, não se sabe que filosofia é aquela, é um amálgama de coisas sem norte, não existe, é uma porcaria. Não vejo", garantiu.

Na noite de sexta, a jornalista voltou a sentar-se a uma mesa e a ler, no seu estilo inconfundível, notícias para a câmara. Confirmou que os textos lidos em Lado B foram da sua autoria. "Sempre fiz coisas destas, a realidade tem sempre muito de ridículo e basta ir ao fundo. É preciso ter sentido crítico e é pena que o jornalismo seja visto sem ele. Em Portugal, há pontos onde ainda existe, mas não está instituído", criticou, sem revelar exemplos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG