Fectrans acusa CP de pressionar trabalhadores para cumprirem serviços mínimos

O coordenador da Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (Fectrans) acusou hoje a CP de enviar cartas aos trabalhadores convocando-os para o cumprimento de serviços mínimos, numa atitude que considera ser "ilegal".

"As cartas estão a ser enviadas desde sexta feira", disse Amável Alves em declarações à agência Lusa, lembrando que cabe à entidade sindical definir a lista dos trabalhadores que se irão apresentar nos serviços mínimos.

A Lusa tentou obter um comentário por parte da CP relativamente a esta questão, mas tal não foi possível em tempo útil.

Apesar deste tipo de "pressões", a Fectrans - que se reuniu hoje com os sindicatos representativos dos trabalhadores dos transportes e das comunicações para a preparação da greve geral de quarta-feira - disse esperar uma "grande adesão à greve".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG