Papa diz que "resignar não significa abandonar a Igreja"

Bento XVI afirmou hoje, na Praça de São Pedro, que "resignar não significa abandonar a Igreja" e que Deus lhe pediu para se "dedicar ainda mais à oração e à meditação".

O Papa Bento XVI declarou este domingo que Deus lhe pediu para se "dedicar à meditação" e que o facto de ter renunciado não significa que vá "abandonar a Igreja". As declarações foram feitas durante a oração do seu último Angelus numa praça de São Pedro cheia, onde estiveram cerca de 200.000 fiéis, peregrinos e turistas, que quiseram despedir-se do pontífice alemão.

"O Senhor disse-me para subir à montanha, e dedicar-me ainda mais à oração e à meditação, mas isso não significa o abandono da Igreja, pelo contrário", afirmou o Papa, durante um discurso interrompido várias vezes pelos aplausos dos fiéis que o escutavam.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG