Irmão do Papa sabia dos planos de resignação

Um dia depois de Bento XVI ter anunciado a resignação, o seu irmão, Georg Ratzinger, revela que sabia dos planos do Sumo Pontífice desde o verão do ano passado, mas que achou melhor não ser ele a contar a verdade ao mundo.

Georg Ratzinger diz ao Spiegel Online que foi durante umas férias de verão em Castel Gandolfo que Bento XVI lhe revelou a necessidade de resignar ao pontificado por "já não ter forças para exercer adequadamente o ministério de Pedro".

Aos 89 anos, Georg admite que "em idade avançada, as capacidades tendem a diminuir" e relembra que o Papa fará, em breve, 86 anos, "uma idade que muita gente não consegue experienciar".

O padre e ex-maestro da catedral Regensburg afirma que não lhe ofereceu "qualquer tipo de conselho" porque "não queria influenciá-lo. A responsabilidade é dele e só dele", disse em entrevista à publicação alemã.

Sentado em frente ao rádio sintonizado na sua estação preferida, a Bayern-4-Klassik, Georg Ratzinger ouviu a confirmação da notícia que já há muito conhecia. E, apesar de reconhecer que este ato vem mudar o mundo aceita a decisão do irmão "quer tenha consequências positivas ou negativas".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG