Católicos portugueses desafiados a exibir 400 mil cartazes de agradecimento a Bento XVI

Um grupo de leigos católicos financiou e distribuiu gratuitamente 400 mil cartazes de agradecimento a Bento XVI, desafiando a população a exibi-los nas janelas das suas habitações.

"Os cartazes já foram distribuídos e deverão estar a ser colocados nas casas pelas pessoas", disse à agência Lusa um dos promotores da iniciativa, Francisco Noronha de Andrade, sublinhando que "as imagens foram mostradas ao cardeal patriarca [de Lisboa, José Policarpo], que gostou e disse que se avançasse".

As paróquias de Caldas da Rainha, São João de Deus e Nossa Senhora do Amparo de Benfica (Lisboa), de Oeiras e Cascais, bem como o Patriarcado de Lisboa, assumem-se como centros de distribuição dos exemplares, que também poderão ser levantados em Fátima.

"A ideia surgiu no início da Quaresma entre um grupo de leigos na paróquia de São João de Deus e tem o significado de um gesto simples de agradecimento", destacou Francisco Noronha de Andrade.

Uma das fotografias dos cartazes mostra o papa durante a sua visita a Portugal em maio de 2010 a rezar no Santuário da Cova da Iria, diante da imagem de Nossa Senhora de Fátima.

Bento XVI, 85 anos, anunciou a 11 de fevereiro que iria resignar na próxima quinta-feira, dia 28.

O anúncio da renúncia provocou surpresa na maioria dos bispos portugueses, que assinalaram "a coragem, lucidez e generosidade da decisão do papa", como foi o caso do cardeal patriarca de Lisboa.

Para José Policarpo, a resignação quebrou "o tabu de que o papa era intocável" e eterno na função, e a decisão "faz História" ao abrir um precedente para os seus sucessores.

O último chefe da Igreja Católica a renunciar foi Gregório XII, no século XV (1406-1415).

Durante o mês de março, os 116 cardeais eleitores reúnem-se em conclave para decidir o sucessor de Bento XVI.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Daniel Deusdado

Estou a torcer por Rio apesar do teimoso Rui

Meu Deus, eu, de esquerda, e só me faltava esta: sofrer pelo PSD... É um problema que se agrava. Antigamente confrontava-me com a fria ministra das Finanças, Manuela Ferreira Leite, e agora vejo a clarividente e humana comentadora Manuela Ferreira Leite... Pacheco Pereira, um herói na cruzada anti-Sócrates, a voz mais clarividente sobre a tragédia da troika passista... tornou-se uma bússola! Quanto não desejei que Rangel tivesse ganho a Passos naquele congresso trágico para o país?!... Pudesse eu escolher para líder a seguir a Rio, apostava tudo em Moreira da Silva ou José Eduardo Martins... O PSD tomou conta dos meus pesadelos! Precisarei de ajuda...?

Premium

arménios na síria

Escapar à Síria para voltar à Arménia de onde os avós fugiram

Em 1915, no Império Otomano, tiveram início os acontecimentos que ficariam conhecidos como o genocídio arménio. Ainda hoje as duas nações continuam de costas voltadas, em grande parte porque a Turquia não reconhece que tenha havido uma matança sistemática. Muitas famílias procuraram então refúgio na Síria. Agora, devido à guerra civil que começou em 2011, os netos daqueles que fugiram voltam a deixar tudo para trás.