Como vai viver agora o Papa Bento XVI?

Joseph Alois Ratzinger, o Papa Bento XVI, poderá agora dedicar-se à oração, ao estudo e à escrita, estando sempre disponível para aconselhar e ajudar em privado se o seu sucessor assim solicitar.

Bento XVI surpreendeu o mundo esta segunda-feira, quando anunciou a sua renuncia ao cargo de líder da Igreja Católica, tornando-se Papa emérito a partir do momento em que a sua decisão foi aceite. O alemão de 85 anos converte-se assim na primeira figura a colocar-se nesta posição nos últimos sete séculos.

Durante o seu mandato à frente da Congregação da Doutrina para a Fé, o cardeal Ratzinger manteve-se sempre à parte de intrigas e de favorecimentos. Antes de ser Papa trabalhava sem descanso nos assuntos da doutrina, almoçando uma vez por semana com o polaco João Paulo II, relembra o diário espanhol ABC.

Como pessoa de carácter reservado, sonhou sempre poder dedicar-se à oração, ao estúdio e à escrita. Assim, o antigo Papa retirar-se-à para o mosteiro das freiras de clausura "Mater Ecclesiae", situado no interior do Vaticano.

O local, que está atualmente a ser recuperado, foi construido em 1992 a pedido de João Paulo II e encontra-se numa zona reservada dos jardins do Vaticano. O edifício é constituído por quatro andares e alberga refeitório, cozinha, capela e biblioteca. O local tinha como objetivo ser um convento internacional para a vida contemplativa, em que as freiras pudessem rezar pelo Papa e pela Igreja.

Nos jardins do convento há ainda espaço para a plantação de algumas árvores de fruta, especialmente limoeiros, com as quais as freiras fazem geleia e licores.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG