Bispos europeus agradecem a Bento XVI pelo serviço "fiel e corajoso" à Igreja Católica

O Conselho das Conferências Episcopais Europeias (CCEE) enviou uma carta de agradecimento ao papa Bento XVI, que anunciou hoje a sua resignação, pelo serviço "fiel e corajoso" à frente da Igreja Católica.

"Nós desejamos expressar de todo o coração, em nome do Conselho das Conferências Episcopais Europeias (CCEE), os nossos sinceros agradecimentos à vossa santidade pelo serviço fiel e corajoso, com o qual tem conduzido a Igreja nos últimos anos", indicou a carta.

O documento também agradece os ensinamentos, mensagens e o "cuidado que sempre teve ao acompanhar os bispos europeus" e pelo "testemunho pessoal de fé e confiança no Senhor", expressando um grande amor à toda Igreja.

"Neste momento, desejamos assegurar a vossa santidade da nossa proximidade espiritual e garantindo que nós continuaremos servindo a Igreja com o mesmo entusiasmo e fé que vós tendes mostrado e ensinado", sublinhou ainda a carta.

A CCEE diz que irá acompanhar Bento XVI, através das orações, "neste momento de grandes desafios e mudanças", "implorando a ajuda divina do Espírito Santo" ao pontífice e à Igreja Católica.

A carta é assinada pelo presidente do CCEE, cardeal Péter Erdõ, arcebispo de Budapeste (Hungria), pelo vice-presidente do organismo, cardeal Ângelo Bagnasco (Génova), e pelo outro vice-presidente, monsenhor Józef Michalik (Przemysl, Polónia).

O papa Bento XVI, 85 anos, anunciou hoje, durante um consistório no Vaticano, a sua resignação a partir dia 28 de fevereiro devido "à idade avançada".

Um novo papa será escolhido até à Páscoa, a 31 de março, disse o porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, anunciando que um conclave deve ser organizado entre 15 e 20 dias após a resignação do pontífice.

O último chefe da Igreja Católica a renunciar foi Gregório XII, no século XV (1406-1415).

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG