Bispos espanhóis declaram-se "afetados" e "órfãos" pela decisão de Bento XVI

O presidente da Conferência Episcopal Espanhola (CEE), o cardeal Antonio Maria Rouco Varela, mostrou-se hoje "afetado" e "órfão" com o anúncio da resignação de Bento XVI.

"Sentimo-nos afetados e órfãos por esta decisão que nos enche de tristeza, porque nos sentíamos seguros e iluminados pela sua doutrina e pela sua rica proximidade paternal", escreveu o cardeal numa mensagem de "agradecimento" ao pontífice.

Na mensagem, divulgada num comunicado da CEE, Rouco Varela expressa, em nome dos bispos espanhóis, a sua "mais profunda gratidão pelo inestimável serviço prestado à Santa nestes intensos anos de pontificado."

"Ao mesmo tempo, recebemo-nos com a vontade do Santo Padre com reverência filial. Estamos confiantes de que o Senhor abençoará este custoso passo que acaba de dar com graças abundantes para com o novo Papa e toda a Igreja", refere na mensagem.

Rouco Varela pede orações de todos os fieis para o processo de eleição do sucessor de Bento XVI.

O papa Bento XVI, 85 anos, anunciou hoje, durante um consistório no Vaticano, a sua resignação a partir dia 28 de fevereiro devido "à idade avançada".

Um novo papa será escolhido até à Páscoa, a 31 de março, disse o porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, anunciando que um conclave deve ser organizado entre 15 e 20 dias após a resignação do pontífice.

O último chefe da Igreja Católica a renunciar foi Gregório XII, no século XV (1406-1415).

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG