Bento XVI apela a uma "verdadeira renovação" da Igreja

O líder da Igreja Católica, que escolheu renunciar ao cargo na passada segunda-feira, apelou hoje a uma "verdadeira renovação" da Igreja, dizendo que as orientações providenciadas pelo Concílio Vaticano II não foram completamente "realizadas".

Bento XVI falava perante mais de um milhar de padres e religiosos da sua diocese, Roma. Num discurso de 35 minutos, e sem o apoio de notas, o ainda Papa Bento XVI disse que era necessário "trabalhar para que o verdadeiro Conselho se realize e renove verdadeiramente a Igreja".

Bento XVI considerou que os "media", presentes em Roma, tinham na altura realizado "o seu próprio concílio", dando uma visão profana e política de um momento espiritual. O papa denunciou "os seminários e os conventos vazios, a banalização da liturgia" na época que se seguiu ao concílio.

Um novo papa será escolhido até à Páscoa, a 31 de março, disse o porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, anunciando que um conclave deve ser organizado entre 15 e 20 dias após a resignação do pontífice.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG