Menos acusações para 'skinhead'

mário machado

Dirigente da Frente nacional

A procuradora da República no julgamento de Mário Machado, dirigente da Frente Nacional, e mais sete arguidos pediu, nas alegações finais, que decorreram ontem na 1.ª Vara Mista do Tribunal de Loures, a absolvição dos acusados pela prática de associação criminosa, mas considerou terem sido provados os crimes de sequestro, roubo, coacção e ofensas corporais. A leitura da sentença do julgamento será no dia 30.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG