Cúmulo jurídico de 4 anos e 10 meses para Mário Machado

A 4.ª Vara Criminal de Lisboa fixou hoje em quatro anos e dez meses o cúmulo jurídico de Mário Machado, dirigente da Frente Nacional e líder dos Hammerskins Portugal, movimento conotado com a extrema-direita.

A audiência de sentença determinou o tempo de prisão efectiva que Mário Machado terá de cumprir pelas condenações em três processos: de difamação, ameaça e coação a uma procuradora da República; de discriminação racial, coação agravada, detenção de arma ilegal, danos e ofensa à integridade física qualificada; e de crime de detenção de arma de fogo.

Ficou ainda definida uma multa de 45 dias, a 10 euros por dia.

Esta pena é no entanto provisória porque ficou de fora do pedido de fixação de cúmulo jurídico a condenação aplicada a Mário Machado pelo Tribunal de Loures de sete anos e dois meses de prisão efectiva pelos crimes de coação, roubo, sequestro e posse ilegal de arma.

Exclusivos