Vítor Raposo foi detido pela PJ no Aeroporto de Lisboa

Vítor Raposo, sócio de Pedro Lima na compra dos terrenos de Oeiras, esteve ontem a ser interrogado durante cerca de seis horas no Tribunal Central de Investigação Criminal de Lisboa. O suspeito foi detido ainda no Aeroporto de Lisboa às 06.00, na altura em que chegava da Guiné-Bissau.

Mas só às 15.00 é que começou a ser ouvido no Campus da Justiça. No fim do dia, o juiz Carlos Alexandre - que já decretou prisão preventiva para Duarte Lima - decidiu que a audição transitava para o dia de hoje. Vítor Raposo, empresário transmontano (ver perfil), está acusado, juntamente com Pedro Lima e Duarte Lima, de burla qualificada, branqueamento de capitais e fraude fiscal.

Ontem à saída do tribunal, Paulo Sá e Cunha - advogado de Manuel Abrantes no Caso Casa Pia - que representa Vítor Raposo neste processo disse apenas aos jornalistas que o interrogatório continua hoje e que o seu cliente não está sob detenção.

Leia mais pormenores no e-paper do DN

Ler mais

Exclusivos