Desmantelado gangue violento de Loures

Os oito elementos do gangue roubaram mais de 300 mil euros em seis meses. O grupo realizou mais de dez assaltos a carrinhas de valor.

A Polícia Judiciária desmantelou um dos mais importantes gangues que se dedicava ao crime de roubo de carrinhas de valor. De Novembro de 2007 até Maio de 2008, o grupo terá realizado dez assaltos e arrecadado mais de 300 mil euros. De acordo com o que apurou o DN, o gangue era conhecido por actuar com violência. "Era dos grupos mais importantes, que actuava de forma planeada, rápida e eficaz, já que raramente deixava vestígios", disse ao DN o coordenador da brigada da Direcção central de Combate ao Banditismo (DCCB) que teve a seu cargo a investigação.


Os oito elementos actuavam de forma rotativa em cada crime, com motos e carros de alta cilindrada, e quase nunca deixavam vestígios dos seus actos. Segundo Pedro Felício, o "grupo executava os crimes com particular violência, com extrema rapidez, dado recorrer a motos e a viaturas de alta cilindrada, tendo realizado assaltos em dias consecutivos".


Todos os elementos têm cerca de 20 anos e residiam na área de Loures, nos bairros das Sapateiras, da Quinta do Mocho, na Portela e em Sacavém. A maioria já fazia parte dos ficheiros policiais e por crime violento . A actuação do grupo só acalmou após a detenção do líder, de 25 anos, em Maio, após o assalto a uma carrinha da Essegur, no Casal da Barrota, e no momento em que quatro elementos faziam a distribuição do dinheiro. O líder foi o único a ficar em prisão preventiva, dois saíram com termo de identidade e residência e um morreu ao saltar de um quarto andar na altura da detenção.


A investigação da DCCB, que durava há vários meses, terminou na terça-feira com a detenção dos últimos quatro elementos, após a execução de seis mandados de busca domicliária. Os elementos serão agora presentes a um juiz, tendo a PJ conseguido provas relativamente a todos os assaltos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG