Criminalidade 'saltou' das notícias para a realidade

Autoridades rejeitam onda de violência e clima de insegurança.

Os números e a evolução da criminalidade em Portugal têm sido esgrimidos nas últimas semanas, com os órgãos oficiais das forças de segurança a garantir não haver qualquer onda de violência, enquanto organizações sindicais de polícias alertam que há cada vez mais casos, resultantes do clima de impunidade e da falta de meios humanos e materiais na PSP e GNR.


Mas o responsável pelo Gabinete Coordenador de Segurança, Leonel Carvalho, já admitiu que a criminalidade violenta aumentou mais de dez por cento no primeiro semestre de 2008 em comparação com igual período de 2007. Mais tarde, esse valor foi corrigido para 15 por cento.


Na última semana de Agosto, e já depois de terem ocorrido vários casos graves, como o assalto à carrinha de transporte de valores entre Beja e Aljustrel (ver rodapé), Leonel Carvalho disse que não se pode falar de uma onda de crimes violentos.


O mesmo responsável considerou que as notícias sobre assaltos podem levar ao aumento deste tipo de crime. Na sua opinião, a cobertura destes acontecimentos "fomenta o sentimento de insegurança das pessoas".


Na sequência de mais uns dias de crimes, Leonel Carvalho voltou a pronunciar-se sobre a situação, referindo que a "criminalidade violenta tem aumentado desde o segundo semestre de 2007". Esclareceu que, "desde 1997 tem-se verificado um aumento gradual do crime violento ".


Sublinhou, no entanto, que a criminalidade violenta representa apenas "seis a seis e meio por cento do total da criminalidade", ou seja, "uns poucos milhares de crimes".


Leonel Carvalho referiu ainda que os números da criminalidade do primeiro semestre de 2008 estão a ser comparados com os do primeiro semestre de 2007, que foi "o melhor ano dos últimos seis anos".


De acordo com informações reportadas no último Relatório Anual de Segurança Interna, em 2006 foram detidas 395 pessoas por roubo com arma de fogo, tendo em 2007 as autoridades detido 376 pelo mesmo tipo de crime. Em termos comparativos, em 2006 registaram-se 391 085 ocorrências de crime contra 391 611 em 2007.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG