Crime violento aumenta 15% face a 2007

Na quinta-feira, o aumento da criminalidade violenta no primeiro semestre de 2008 face a 2007 rondava os 10%. Ontem, feitas melhor as contas, o Gabinete Coordenador de Segurança (GCS) rectificou e assumiu que, face ao período homólogo, este tipo de crimes aumentou 15% nos primeiros seis meses de 2008.


Este anúncio, em jeito de rectificação, foi feito após a sessão plenária do Gabinete Coordenador de Segurança com o Ministro Rui Pereira.


De acordo com aquele organismo, apesar deste aumento, os números são inferiores a 2004 e a 2006. Por outro lado, a criminalidade participada cresceu 7% em relação a 2007, sendo o número global de crimes participados essencialmente idêntico ao dos anos de 2003 e 2004.


No documento, o GCS reconhece, contudo, que a tendência de crescimento em relação ao ano transacto implica um esforço acrescido de prevenção e de repressão do crime. Nessa mesma reunião plenária, o Gabinete apreciou ainda a execução da Estratégia de Segurança para 2008, considerando que esta constitui uma resposta adequada à criminalidade e, sobretudo, à criminalidade violenta e grave."O reforço do dispositivo em meios humanos e materiais, que está em execução, o melhoramento da formação e do treino com armas de fogo, o reforço da presença policial em zonas de risco, a intensificação de acções preventivas de detecção e apreensão de armas ilegais e a estreita articulação com a investigação criminal constituem as respostas adequadas a garantir a segurança dos cidadãos", refere.


O GCS entende ainda como positivo o modelo de operações policiais envolvendo todas as forças de segurança, defendendo a sua continuação. O Gabinete Coordenador de Segurança é o órgão especializado de assessoria e consulta para a coordenação técnica e operacional da actividade das forças e serviços de segurança. Este Gabinete é o órgão de assessoria e consulta técnica para a coordenação operacional das várias forças de segurança.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG