Tocaram-se guitarras no areal da Apúlia

Foi uma manhã muito animada a que se viveu ontem com os concorrentes na praia da Apúlia.

A manhã acordou solarenga mas, à hora marcada das construções, o nevoeiro invadiu a praia da Apúlia sem, no entanto, tirar brilho a mais uma edição das Construções na Areia no litoral do concelho de Esposende.

Tartarugas, borboletas, galos de Barcelos, estrelas do mar, peixes e até uma Hello Kitty saíram da inspiração das crianças e sobressaíam no areal.

Mais afastado, o Pico, o boneco dos cereais Chocapic, animava pais, amigos e muitos curiosos que rodeavam o recinto. A artista convidada foi Catarina Lopes, residente em Ovar, que tem agora 15 anos mas não esquece as muitas vezes que concorreu, tendo chegado por três vezes à grande final. Catarina segue a tradição familiar. Também o avô, o pai, tios e primos participaram noutros tempos. Na Apúlia, Catarina esculpiu um homem a sair de um ovo, baseado num quadro de Salvador Dalí.

Máximo Paulo, um veterano com 22 anos, também marcou presença. O artista de Vila do Conde por quatro vezes chegou à final e a família também já participa nas Construções na Areia. Máximo viu a sobrinha, Inês Paulo, vencer o escalão B com uma guitarra portuguesa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG