Sentença da Casa Pia lida a 22 de fevereiro às 14.00

A leitura do acórdão do julgamento de Elvas do processo Casa Pia foi marcada para dia 22 de fevereiro às 14.00.

Este acórdão é relativo à repetição do julgamento sobre a Casa de Elvas.

Nas suas alegações finais, Ricardo Sá Fernandes, advogado de Carlos Cruz, disse que o seu cliente deve ser absolvido porque este processo é um embuste. No entanto, o advogado sublinhou que não duvida que as crianças da Casa Pia foram abusadas.

O representante legal de Carlos Cruz deixou ainda em aberto a apresentação de recursos para o Tribunal Constitucional e para o Europeu depois de conhecida a sentença.

O Ministério Público, por seu lado, disse acreditar que o testemunho de Ilídio Marques não é credível e que quando testemunhou em tribunal poderia estar sob o efeito de drogas.

De recordar que Ilídio Marques disse em tribunal nunca ter ido à casa de Elvas e não ter sido abusado pelos arguidos do processo.

Acusou ainda os inspectores da Polícia Judiciária de o induzirem a acusar arguidos e já ter sido pressionado depois de ter mudado a versão dos factos.

Quanto à retratação de Carlos Silvino, o Ministério Público declarou achar natural, pois só surgiu depois de ter sido condenado a 18 anos de prisão (esta pena foi entretanto reduzida para 15 anos).

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG