Carlos Cruz entregou-se na prisão da Carregueira

Arguido do processo da Casa Pia foi ao estabelecimento prisional na companhia do seu advogado, Ricardo Sá Fernande. E invocou o regulamento das prisões

Carlos Cruz, arguido condenado a seis anos de prisão no processo da Casa Pia, entregou-se ao início da tarde desta terça-feira na prisão da Carregueira, em Sintra. Cruz foi acompanhado pelo seu advogado, Ricardo Sá Fernandes.

Ao apresentar-se voluntariamente para cumprir pena de prisão, Carlos Cruz invocou o "Regulamento Geral dos Estabelecimentos Prisionais", que estabelece, no artigo 3.º: "Sempre que alguém se apresente voluntariamente num estabelecimento prisional declarando ter uma pena de prisão a cumprir é elaborado auto e, após confirmação imediata dos fundamentos da apresentação junto do tribunal competente, dá -se início aos procedimentos de ingresso"

Portanto, perante a presença do arguido e do seu advogado, a direcção da prisão da Carregueira terá contactado o tribunal que julgou o processo da Casa Pia, tendo este confirmado a pena.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG