ASAE obriga a antecipar reformas na Casa do Alentejo

Inspecção detectou problemas em pavimentos e paredes que já tinham sido reparados.

A Autoridade para a Segurança Alimentar e Económica ( ASAE ) suspendeu a actividade do restaurante da Casa do Alentejo, na Rua das Portas de Santo Antão, em Lisboa, depois de uma inspecção à cozinha do estabelecimento, mas a direcção da casa conta voltar a abrir portas já no fim desta semana.


João Proença, membro da direcção, explicou ao DN que "em tudo o que tinha que ver com a qualidade não encontraram nada", mas "este é um edifício com 250 anos, classificado, e a cozinha tem um pé direito com cinco metros". O dirigente explicou que "as paredes estão forradas com inox até 2,5 metros de altura, mas detectaram problemas acima disso e em algumas zonas do pavimento que já estão desgastadas".


Segundo João Proença, "as obras que se vão fazer agora já estavam previstas para Janeiro", pelo que "depois de falar sobre os orçamentos, talvez na sexta-feira a cozinha já deva estar apta a trabalhar".


Rui Laranjeiro, assistente da direcção, explicou ainda que esta antecipação das obras vai causar alguns transtornos, porque "o restaurante é a principal fonte de receitas da Casa do Alentejo e essas não vão entrar neste período", o que poderá mesmo afectar as verbas para pagamento de salários do próximo mês. "Temos 37 trabalhadores e dois terços estão ligados ao restaurante. Se não funciona, torna-se complicado", acrescentou João Proença, que lembra que "o mês de Janeiro é sempre mais fraco e por isso é que as obras estavam previstas para essa altura. Os meses de Novembro e Dezembro têm sempre mais actividade no restaurante e era importante não os perder".


No entanto, todas as restantes actividades da casa vão continuar em funcionamento, desde os bailes às exposições. Fonte da ASAE confirmou que a suspensão da cozinha da Casa do Alentejo se deveu a questões como falta de higiene e questões técnico-funcionais. Para voltar a funcionar, a Casa do Alentejo terá de pedir uma nova inspecção à ASAE para que seja levantada a suspensão.


A recuperação total da Casa do Alentejo está orçamentada em cerca de um milhão de euros, sendo que 350 mil euros serão apenas para a cobertura do edifício. A direcção da Casa do Alentejo vai tentar conseguir um apoio da Câmara de Lisboa, bem como de algumas câmaras municipais alentejanas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG