Miguel Relvas: Comissão Política do PSD espera "que se possa rapidamente formar Governo"

A Comissão Política Nacional do PSD espera "que se possa rapidamente formar Governo, um Governo estável e maioritário", na sequência das eleições legislativas de domingo, afirmou hoje o seu porta-voz, Miguel Relvas.

O conselheiro Nacional e antigo presidente do PSD Marcelo Rebelo de Sousa defendeu hoje que o novo Governo deve estar formado a tempo "de estar de alguma maneira associado" ao próximo Conselho Europeu, que está marcado para 23 e 24 deste mês, em Bruxelas.

Numa declaração de dois minutos sem direito a perguntas dos jornalistas, na sede nacional dos sociais-democratas, em Lisboa, Miguel Relvas confirmou que o presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, está mandatado pelo partido para formar Governo.

"Esperamos que este seja um processo muito significativo na sua duração, em que se que se possa rapidamente formar Governo, um Governo estável e maioritário, que permita que se possa iniciar a governação para ultrapassarmos as dificuldades com que o nosso país tem sido confrontado", acrescentou.

O secretário-geral e porta-voz do PSD elogiou "a participação da JSD e dos jovens" na campanha eleitoral para as legislativas de domingo e quis também fazer um elogio público a Pedro Passos Coelho, destacando "o seu empenhamento, a sua capacidade".

O "projeto de esperança" do PSD "foi reconhecido pelos portugueses", considerou Miguel Relvas.

"Era esta a declaração que eu aqui queria deixar neste dia logo a seguir às eleições. E agora mãos à obra", rematou.

O PSD venceu as eleições legislativas de domingo, elegendo 105 deputados que, somados com os 24 eleitos pelo CDS-PP, formam uma maioria absoluta no Parlamento -- essa maioria absoluta está assegurada independentemente dos resultados dos círculos da Europa e de Fora da Europa, que elegem 4 deputados.

O Presidente da República, Cavaco Silva, recebeu hoje Pedro Passos Coelho em Belém e incumbiu-o "de desenvolver de imediato diligências com vista a propor uma solução governativa que disponha de apoio parlamentar maioritário e consistente".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG