Fernando Nobre defende mar como "grande alavanca" de crescimento económico

O cabeça de lista do PSD por Lisboa, Fernando Nobre, defendeu hoje que o mar é uma das grandes alavancas de crescimento económico e deve ser potenciado, lamentando que Portugal não saiba valorizar esta riqueza.

O cabeça de lista do PSD por Lisboa , Fernando Nobre, defendeu hoje que o mar é uma das grandes alavancas de crescimento económico e deve ser potenciado, lamentando que Portugal não saiba valorizar esta sua riqueza.

"Portugal deverá ter um futuro relativamente ao mar. Somos um país com enormes potencialidades marítimas e é no mar que encontramos uma das grandes alavancas do crescimento económico e da nossa sustentabilidade futura enquanto país, enquanto nação", disse Fernando Nobre, numa visita à agência municipal Cascais Atlântico.

No dia em que se assinala o Dia Europeu do Mar, o candidato social-democrata pelo círculo de Lisboa reconheceu, no entanto, que existem bons exemplos de desenvolvimento do mar mas, salientou, "em termos globais é evidente que ainda há muito por fazer". "Ainda vamos a tempo se soubermos investir, se soubermos inovar, pesquisar e desenvolver todos os meios tecnológicos que nos permitam rapidamente sermos nós próprios a explorar o que é nosso e nomeadamente a riqueza fabulosa que é o nosso mar para que não venham outros explorar", acrescentou.

Segundo Fernando Nobre, estas convicções estão presentes no programa do PSD no que respeita ao mar e às suas actividades.

"O PSD vinca muito fortemente, quando fala do mar e das suas atividades, todo o investimento que vamos ter de fazer para encontrarmos o tal crescimento de que tanto precisamos para termos um estado social sustentável e para encontrarmos o nosso futuro", sustentou.

Fernando Nobre visitou o concelho de Cascais, nomeadamente a agência municipal Cascais Atlântico, que se dedica à exploração de recursos marítimos.

No final da visita ao Centro de Interpretação Ambiental da Ponta do Sal, onde estão expostos trabalhos relacionados com o mar desenvolvidos por alunos de escolas de Cascais, Fernando Nobre sublinhou a importância que é desde cedo perceber o valor deste recurso.

"É fundamental que os jovens aprendam desde cedo esta riqueza extraordinária que Portugal tem e que infelizmente nos últimos anos tem vivido de costas voltadas", concluiu.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG