"Sem se dar conta, o senhor acabou de demitir o ministro"

Paulo Portas confrontou José Sócrates com falhas do cartão do cidadão no dia das eleições presidenciais e voltou a pedir a cabeça do ministro da Administração Interna.

O primeiro-ministro reconheceu que o se passou no domingo "não devia ter acontecido e foi lamentável", mas defendeu que é preciso esperar pelos resultados do inquérito para saber o que se passou.

"O senhor deputado foi político oportunista. primeiro demite-se e depois vê as conclusões do inquérito," atirou.

Portas respondeu que, com as suas palavras, "sem se dar conta", sócrates "acabou de demitir" Rui Pereira.

O líder do CDS perguntou ainda ao Governo se é verdade que as Finanças deram resposta negativa a um pedido da administração eleitoral para que os cidadãos fossem informados do local de voto.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG