PPM diz ser o único representante da social-democracia

O Partido Popular Monárquico (PPM) assumiu-se esta quarta-feira como a única força política a defender as ideologias da social-democracia e democracia cristã, acusando PSD e CDS de terem programas liberais e de não merecerem votos.

"Nós somos os únicos e verdadeiros representantes políticos da social-democracia e da democracia cristã, porque o PSD e CDS já não estão nesta vertente ideológica há muito tempo e assumem claramente programas liberais", afirmou o presidente do PPM, Paulo Estêvão.

Os monárquicos, que visitaram esta manhã o Mercado Municipal de Cascais, apelaram ainda ao voto por defenderem "novas políticas de quem não está no ciclo vicioso do poder".

"O PS e o PSD ao longo de todos estes anos de Governo levaram o país a este autêntico abismo e, portanto, está na altura de penalizar quem destruiu o país e apostar na defesa de novas políticas", sustentou.

Acompanhado de um grupo de cinco apoiantes, entre eles o representante concelhio do PPM em Cascais, o líder monárquico visitou o mercado municipal com o objectivo de mostrar a importância de comprar produtos nacionais.

"Queremos que as pessoas percebam que comprar produtos nacionais é fundamental. Todos os portugueses devem consumir o que é nosso, de forma a aumentar a nossa produção e, assim, melhorar a economia", defendeu.

Inserida na campanha do partido "Eu compro português", a iniciativa de hoje, em Cascais, faz parte dos objectivos pretendidos por Lisboa, um distrito onde depositam grande confiança.

"É um distrito onde apostamos fortemente e temos possibilidades, tendo em conta o feedback que vamos recebendo das pessoas", concluiu.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG