POUS sem boas expectativas porque "eleições estão armadilhadas"

A líder do Partido Operário de Unidade Socialista (POUS), Carmelinda Pereira, disse hoje não ter boas expetativas quanto aos resultados das eleições legislativas que estão a decorrer e que considera estarem "armadilhadas".

"Não tenho expetativas positivas para este dia porque estas eleições estão armadilhadas. Ganhe quem ganhar, o programa do Governo já está feito, que é o da 'troika' [da ajuda externa] e só se pode tirar a armadilha com a mobilização dos trabalhadores", afirmou a candidata à agência Lusa.

"Ganhe quem ganhar é o programa da 'troika' que vai ser aplicado, portanto não tenho expetativas nestas eleições", acrescentou.

Depois de votar na Escola Secundária de Miraflores, concelho de Oeiras, Carmelinda Pereira apelou ainda à mobilização dos trabalhadores para combater a abstenção.

"Não sei como vai ser [quanto aos níveis de abstenção], mas é preciso que haja uma união da classe trabalhadora e dos jovens. As cartas estão lançadas e agora é esperar para ver", concluiu.

As mesas de voto para as eleições legislativas antecipadas começaram a funcionar hoje às 08:00 em Portugal Continental e na Madeira, encerrando às 19:00. Nos Açores, as mesas abrem e encerram 60 minutos depois em relação à hora de Lisboa, devido à diferença horária.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG