PSD e CDS vão propor comissão sobre reforma do Estado

Marques Mendes anunciou que o Governo vai pedir a intervenção da OCDE para trabalhar o estudo do FMI e advertiu que Governo corre risco de uma nova TSU.

A maioria vai propor no Parlamento a criação de uma Comissão eventual para discutir a reforma do Estado. A revelação foi feita ontem por Marques Mendes no seu habitual comentário na TVI 24. O antigo presidente do PSD, que se mostrou crítico do estudo do FMI sobre o corte nas despesas públicas, disse também que o Governo vai pedir a intervenção da OCDE para trabalhar no aprofundamento deste estudo. "Eu espero que haja avanços e melhorias importantes", disse Mendes.

Na opinião do antigo líder social-democrata, o "estudo [do FMI] é útil" porque nunca houve nenhum tão exaustivo sobre o Estado, mas considerou que peca por ter um ano de atraso. "Há um ano, o Governo estava fresco, agora está desgastado. Há um ano a opinião pública dava o benefício da dúvida, agora está irritada e até revoltada."

Marques Mendes criticou também a forma como as propostas do FMI foram divulgadas, através da comunicação social, que considerou equiparável à da TSU, "um murro no estômago". Ao invés, disse, deveria ter sido divulgado em primeira mão aos partidos da oposição.

LEIA AQUI MAIS PORMENORES NA EDIÇÃO E-PAPER DO DN:

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG