PS/Porto: Única alternativa do primeiro-ministro é pedir a demissão

O líder do PS/Porto, Renato Sampaio, afirmou esta noite que "não resta outra alternativa ao primeiro-ministro a não ser pedir a demissão", garantindo que o PS irá para eleições "com a convicção absoluta" que as irá vencer.

"O PS não está agarrado ao poder, não deseja eleições mas não as teme e por isso não resta outra alternativa ao primeiro-ministro a não ser pedir a demissão. Porque neste momento qualquer resolução aprovada na Assembleia da República pelos partidos da oposição significa tão só uma moção de censura ao Governo", disse Renato Sampaio, numa conferência de imprensa da Federação Distrital do Porto.

O socialista prevê que quarta-feira possa ser aprovado, na AR, um projecto de resolução contra as medidas do PEC a partir do que "não existem condições para que o Governo possa governar e para que sexta-feira o primeiro-ministro vá ao Conselho Europeu com toda a legitimidade para poder defender os interesses de Portugal. Vai para lá fragilizado e por isso não há alternativa".

Disse ainda saber que José Sócrates "tem uma reunião pedida ao Presidente da República a seguir à discussão do PEC na AR às 19.00. É sinal inequívoco que vai sair da AR com uma carta de pedido de demissão".

"Vamos para eleições com a convicção absoluta que as vamos ganhar, salientou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG