Paulo Portas: "País merece responsáveis adultos"

O presidente do CDS-PP advertiu hoje o Governo que, se não apresentar um projecto de resolução no Parlamento sobre o novo Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC), o seu partido tomará então esta iniciativa.

A posição foi assumida por Paulo Portas, durante uma conferência de imprensa na sede nacional do CDS-PP, em que defendeu que o país merece uma "clarificação" em relação ao teor das novas medidas de austeridade propostas pelo executivo.

"Se o Governo não levar este PEC a votação, se o PSD não exigir que o Governo leve este PEC a votação, o país corre o risco de ficar com este Governo, com este PEC e com um impasse até ao Orçamento do Estado [para 2012]", sustentou Paulo Portas.

O presidente do CDS-PP considerou que o país "não merece" cair nesta situação de impasse político.

"O país merece responsáveis adultos, capazes de terem visão nacional e não apenas calculismo partidário. O país merece uma clarificação. E, portanto, se o Governo não levar a votos este PEC, o CDS apresentará sobre ele um projeto de resolução", avisou o líder democrata-cristão.

De acordo com Paulo Portas, o primeiro-ministro tem dado sinais de que as medidas deste PEC "não precisam de passar pelo Parlamento, nem pelo Presidente da República, nem pela concertação social e só têm de passar pelo país que as paga".

Interrogado se a apresentação de um projeto de resolução sobre o PEC por parte do Governo não corresponderá na prática a uma moção de confiança e a uma possibilidade de crise política, o presidente do CDS-PP disse não querer "especular sobre teses políticas".

"Omitir informação ao Parlamento, sonegar informação ao chefe de Estado, driblar a concertação social, tratar o órgão de soberania onde estão os representantes eleitos do povo português como puro teatro não é forma séria de conseguir que o país saia da situação dificílima em que o país se encontra", sustentou o líder do CDS-PP.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG