42 activistas detidos no Parque das Nações (GALERIA)

(ACTUALIZADA) Quarenta e dois activistas anti-NATO, que se prenderam à estrada com correntes e se pintaram de vermelho imitando sangue, foram hoje pelas 10:20 detidos pela PSP por desobediência à autoridade na zona do Parque das Nações.

Os ativistas, provenientes de várias organizações anti-NATO, entre as quais a Clown Army e a PAGAN, manifestavam-se no cruzamento da avenida Infante D. Henriques com a avenida de Pádua. Ao que o DN apurou, as autoridades tiveram de utilizar uma serra para soltar os manifestantes que foram depois encaminhados para o Ministério Público.

Elementos da PSP, incluindo do Corpo de Intervenção e da Polícia de Trânsito, estiveram no local, assim como dois carros do Regimento de Sapadores Bombeiros, que tiveram de proceder à limpeza do produto vermelho no alcatrão que os manifestantes usaram para simular sangue.

Os activistas serão agora ouvidos no Tribunal de Monsanto e poderão ficar sob detenção para interrogatório durante 48 horas. O que significa que poderão passar o resto da cimeira presos.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG