"Agora meteram-me no Freeport"

Embaixador Gregório Faria tem uma recheada folha de serviços no Ministério dos Negócios Estrangeiros. É considerado um "peso-pesado" da diplomacia.

Terminado o contacto telefónico com o DN, ainda foi possível ouvir do outro lado da linha o desabafo do embaixador Gregório Faria: "Olha, agora meteram-me no Freeport". Já reformado da carreira de diplomata, José Gregório Faria Quiteres é considerado, por fontes do Ministério dos Negócios Estrangeiros ouvidas pelo DN, um "peso pesado" da diplomacia portuguesa.

Nascido em Louriçal do Campo, Castelo Branco, em 1939, iniciou a sua carreira diplomática em 1963 como Adido de Legação, na Secretaria de Estado, depois da licenciatura em Direito na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa

Foi promovido a cônsul de 3.ª classe em 1965, tendo sido terceiro e segundo-secretário de legação na embaixada em Berna. Esteve em comissão de serviço na Comissão Interministerial de Cooperação Económica Externa. Em 1973, foi promovido a primeiro-secretário de embaixada.

Posteriormente, foi chefe de gabinete do Secretário de Estado do Comércio Externo e Turismo e, depois, do Ministro da Economia. Passou a conselheiro de embaixada em 1974, tendo sido colocado na situação de disponibilidade, por conveniência do serviço para ocupar o lugar de adjunto do gabinete do Secretário-Geral da EFTA (Associação do Comércio Livre Europeu) em Genebra.

Foi depois promovido a ministro plenipotenciário de 2.ª classe em 1980, tendo sido adjunto do director- -geral dos Negócios Políticos; promovido a ministro plenipotenciário de 1.ª classe em 1983, esteve colocado na embaixada em Dublin, com credenciais de embaixador; foi director-geral dos Negócios Económicos; director-geral das Comunidades Europeias.

Foi promovido a embaixador em 1987, tendo sido director-geral dos Negócios Políticos-Económicos. Em 1997 foi nomeado embaixador em Londres, onde esteve até 2003. Um ano mais tarde, Jorge Sampaio, então Presidente da República, condecorou-o com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo.

Ler mais