Oprah quer canal próprio em 2009

Depois de ter ajudado Barack Obama na campanha para a Presidência dos EUA, a apresentadora vai concentrar-se em colocar de pé o seu canal de televisão. Que lhe dará ainda mais poder. A apresentadora vai baptizar o canal com o próprio nome: OWN.

O nome já está escolhido e pode muito bem tornar-se uma realidade já no próximo ano. Oprah Winfrey quer o seu canal o mais rapidamente possível, que vai ser posto de pé com o grupo Discovery Communications, e deixar a ABC antes do contrato terminar: 2011. Quanto ao nome do novo canal, não podia ser mais personalizado: OWN (Oprah Winfrey Network), iniciais que juntas significam "próprio" na língua inglesa.


Oprah tem vindo a ganhar cada vez mais protagonismo e poder. Ainda recentemente na campanha eleitoral para as presidência norte-americana não deixou de apoiar explicitamente Barack Obama, que acabou por vencer. E, de acordo com vários críticos, a sua tomada de posição terá levado mesmo muitos indecisos a escolher o primeiro presidente negro da história dos EUA. O empenho de Oprah foi tão grande que pediu ao então senador que anunciasse a candidatura à presidência no seu talk show. É que o programa Oprah Winfrey Show é "apenas" o mais visto do país. O seu poder é tão grande junto de Obama, que o seu nome é falado para embaixadora dos EUA no Reino Unido. Um boato nunca confirmado, mas bastante veiculado por vários elementos do Partido Democrata. Contudo, Oprah parece estar mais concentrada em lançar o seu próprio canal, que lhe pode dar ainda maior influência, bem maior do que representar o seu país no fiel aliado.


Hoje, com 54 anos, Oprah Winfrey ganha cerca de 40 milhões de euros por mês. Mas o seu poder vai muito além do dinheiro, que é muito (de acordo com a revista Forbes, Oprah foi eleita a mulher negra mais rica do século XX). A apresentadora é também uma influente crítica de livros e uma actriz indicada a um Óscar pelo filme A Cor Púrpura. Sem esquecer que é editora da revista O, The Oprah Magazine.


Só que a sua vida nem sempre foi fácil. Oprah é filha de pais adolescentes não casados e pobres do Mississípi. Por isso, cedo passou a viver com a avó, que não se pode afirmar que tenha sido muito carinhosa com a neta. A seguir volta a viver com a mãe. Aos nove anos, Oprah foi vítimas de abusos sexuais pelo primo, pelo tio e por um amigo da família. Aos 13 anos a sua vida começa a mudar e recebe uma bolsa para estudar. E mais tarde recebe uma outra para entrar na universidade e vai estudar comunicação. Passa depois por televisões locais até chegar ao sucesso total.


Em 2008 pode dar-se ao luxo de recusar ser embaixadora e de influenciar o seu país como nenhum outro negro o conseguiu. Agora, nesse ponto, vai ter a "concorrência" saudável do seu amigo Obama.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG