Risco elevado de nova réplica de magnitude 7 ou mais

A agência meteorológica japonesa advertiu hoje para o risco elevado - uma probabilidade de 70 por cento -- de, até à próxima quarta-feira, ocorrer um novo terramoto no país de magnitude 7 ou superior.

"Existe um risco de 70 por cento de ser registada uma réplica [do sismo de sexta-feira] de magnitude 7 ou mais" nos próximos três dias, até 16 de março de manhã, disse o diretor da previsão sísmica da agência, Takashi Yokota, citado pelos media locais.

Depois de 16 de março, a probabilidade vai descendo gradualmente, passando para 50 por cento entre 16 e 18 de março.

As réplicas, com magnitudes entre dois e quase sete, têm sido incessantes desde sexta-feira, data do primeiro sismo registado ao largo das costas nordeste e de magnitude 8,9 segundo o Instituto de geofísica norte-americano (USGS).

A agência meteorológica japonesa, cujos instrumentos de medida tinham avaliado esta magnitude em 8,8 inicialmente, elevou hoje a intensidade do sismo inicial para 9,0.

Mesmo para o Japão, onde quase todos os anos há terramotos, incluindo de magnitude 7, este sismo é de uma amplitude sem precedentes, afirmam os especialistas.

O arquipélago está localizado no "anel de fogo" do Pacífico, uma fileira de vulcões que coincide com um conjunto de limites das placas tectónicas e de falhas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG