Kadhafi ameaça matar milhares

Num longo discurso perante as câmaras de televisão líbias, Muammar Kadhafi garantiu que irá lutar para derrotar os protestos e manter-se no poder.

O líder líbio afirmou que não tenciona deixar o país onde prefere "morrer como mártir" e ameaçou reprimir as manifestações tal como Pequim reprimiu os estudantes em Tiananmen.

Para o homem que há 42 anos gere a Líbia com mão de ferro, os manifestantes não passam de "ratazanas viciadas em comprimidos" ou ainda "drogados" e alcoólicos que estão a ser usados por terceiros.

Leia mais pormenores no e-paper do DN

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG