EUA: Último cessar-fogo foi "imediatamente violado"

O último cessar-fogo anunciado pelo regime de Kadhafi foi "uma farsa ou foi imediatamente violado" pelas suas forças, afirmou no domingo o conselheiro para a Segurança Nacional do Presidente norte-americano, Tom Donilon.

"Hoje (domingo), Kadhafi declarou um cessar-fogo, segundo o que eu entendi. A nossa opinião é que se tratou de uma farsa ou (o cessar-fogo) foi imediatamente violado", afirmou o conselheiro, em declarações a jornalistas no Rio de Janeiro, última etapa da visita de dois dias de Barack Obama ao Brasil.

"Vamos continuar a vigiar os actos de Kadhafi, não apenas as suas palavras, e vamos continuar os nossos esforços para fazer respeitar os termos da resolução 1973 do Conselho de Segurança (da ONU)", afirmou Tom Donilon.

No domingo, o regime de Kadhafi anunciou um cessar-fogo a partir das 19:00 TMG em resposta ao apelo lançado sábado pela União Africana para a "cessação imediata das hostilidades", afirmou um porta-voz do exército líbio.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG